Salãozinho de Humor de Piracicaba vai até dia 4 de Outubro no Engenho Central

24/09/2015

      Uma releitura da obra de Tarsila do Amaral, referências a questões ambientais e a jogadores de futebol, artistas e personalidades nacionais e internacionais, crítica social e política. Estes são alguns dos temas abordados nos trabalhos que compõem o 13º Salãozinho de Humor de Piracicaba, que acontece até o dia 4 de outubro, no Armazém 05 do Engenho Central, em Piracicaba. O Salãozinho é uma das iniciativas paralelas ao Salão Internacional de Humor de Piracicaba, que neste ano encontra-se em sua 42ª edição.

       Pelo segundo ano consecutivo o Salãozinho de Humor de Piracicaba tem o apoio do Instituto Arcor Brasil, que está patrocinando prêmios para os três primeiros colocados nas duas categorias em disputa, para a faixa de 7 a 10 anos e para a faixa de 11 a 14 anos. Os primeiros colocados receberão um Ipad cada e os segundos e terceiros lugares receberão kits de desenho. A cerimônia de premiação do Salãozinho será no dia 4 de outubro.

      Durante o Salãozinho, estão sendo distribuídos folhetos com a temática “Vida em Movimento”. O folheto contém informações sobre a importância da vida ativa para o desenvolvimento integral da criança e ilustrações para colorir, além de jogos com palavras. A temática está relacionada ao Programa Escola em Movimento, uma iniciativa do Grupo Arcor em curso no Brasil, na Argentina e no Chile.

       A defesa do direito ao brincar e ao movimento também está presente no Armazém 09 do Engenho Central, onde no Espaço Arcor foi instalada uma televisão que exibe vídeos da campanha “Brincar com os olhos de criança”, do Instituto Arcor Brasil. A partir do conceito de que brincar é fundamental para o desenvolvimento integral da criança, envolvendo as dimensões corporal, psicológico e cognitivo da criança, a campanha contém seis vídeos inspirados na obra e ilustrações de Francesco Tonucci, educador e desenhista italiano.

      Uma das novidades do Salãozinho deste ano é o conjunto de caricaturas em três dimensões. São peças em papel reciclado e outros materiais, indicando o posicionamento das crianças em relação a um determinado assunto. Como vem acontecendo com o Salão Internacional, os participantes do Salãozinho vêm buscando renovar a linguagem do humor.

 

Mais informações:

Instituto Arcor Brasil – www.institutoarcor.org.br

José Pedro Soares Martins (MTb 17.572) – Assessoria de Imprensa 

(19) 98206.1867 – josepmartins@uol.com.br